Página Inicial Notícias do Mundo Milhares de pessoas fogem de novo incêndio no norte do Califórnia

Milhares de pessoas fogem de novo incêndio no norte do Califórnia

0
0

Um incêndio que atinge o norte do estado da Califórnia desde a noite de quinta-feira (9) obrigou milhares de pessoas a fugirem do fogo, que se alastrou rapidamente. 

Bombeiros emitiram uma ordem obrigatória de retirada para a região leste da cidade de Chico, onde moram 93 mil pessoas. Ao todo, 40 mil pessoas no estado já foram afetadas, segundo a rede de TV CNN. 

Com ventos de até 56 km/h, as chamas já consumiram uma área de 8.100 hectares, um pouco maior do que a área somada das prefeituras regionais de Pinheiros e da Lapa, em São Paulo. 

Antes de chegar a Chico, o fogo atingiu a cidade de Paradise, 35 quilômetros a leste, obrigando todos os seus 27 mil moradores a fugirem. “Tudo foi destruído, nada sobrou em pé”, disse à agência Reuters o porta-voz do departamento de proteção florestal e combate ao fogo do estado, Scott Maclean.

Testemunhas afirmaram que ter visto casas, supermercados, restaurantes, escolas, edíficios comerciais e um asilo serem consumidos pelas chamas. 

“O fogo se moveu tão rapidamente e cresceu tanto que muitas pessoas foram engolidas” afirmou ele. Apesar disso, as autoridades ainda não confirmaram o número de vítimas, embora a expectativa é que tenham ocorrido mortes. Ao menos dois bombeiros ficaram feridos, assim como diversos moradores. 

“Nós ficamos cercados pelo fogo, ele estava dos dois lados da estrada”, disse à agência Associated Press o policial Mark Bass, que mora em Paradise e trabalha em Chico. Ele afirmou que após retirar sua família da cidade, retornou para ajudar outros moradores a escaparem.

“Era um muro de fogo de cada lado e praticamente não conseguíamos ver a estada”, afirmou ele. Muitos moradores afirmaram terem ficado presos no trânsito enquanto tentavam escapar. 

“É uma situação muito série e perigosa”, disse o xerife do condado de Butte, Kory Honea. “Estamos trabalhando para retirar todas as pessoas. A mensagem é: se você puder fugir, fuja, estamos montando centros para desabrigados nas cidades próximas”, afirmou.

(0)