Página Inicial Notícias do Mundo Aplicativo permite colocar mulheres nas notas de dólar

Aplicativo permite colocar mulheres nas notas de dólar

0
0

Um aplicativo disponível para celulares permite substituir o rosto de homens nas notas de dólar pelo de cem mulheres que tiveram importância história nos Estados Unidos.

O Notable Women (mulheres notáveis) pode ser baixado de graça tanto por quem usa celulares com o sistema Android quanto por quem usa IOS, inclusive no Brasil.

Para funcionar, basta abrir o aplicativo apontar para uma nota de dólar que o programa irá substituir o rosto do homem por uma das mulheres de seu arquivo —a escolha acontece de modo aleatório, mas é possível também definir uma específica para aparecer.

Ele permite também que se tire uma foto da imagem para compartilhar.   

As cem mulheres escolhidas incluem nomes como a primeira-dama Eleanor Rossevelt, a escritora Gertrude Stein, a ativista dos direitos civis Rosa Parks e Katharine Graham, publisher do jornal The Washington Post por mais de duas décadas.

Na lista há ainda artistas, políticas, empreendedoras, cientistas líderes religiosas, abolicionistas e sufragistas (grupo que lutou pelo direito das mulheres votarem).

Em comum, todas já estão mortas, já que a regra do Tesouro americano estabelece que apenas pessoas falecidas podem estar nas notas. Fora isso, há poucos critérios para estabelecer quem deve receber a honraria e a pasta diz apenas que os escolhidos devem ser pessoas que tenham uma importância histórica reconhecida pela população.  

O aplicativo foi desenvolvido em parceira entre o Google e Rosie Gumataotao Riosa, que foi tesoureira dos Estados Unidos durante o governo de Barack Obama —cargo responsável por comandar a produção da moeda americana.

“Inspiração leva a aspiração e é por isso que temos a responsabilidade de destacar as mulheres que moldaram o nosso passado e servem de modelos para o futuro”, disse ela no site do aplicativo ao justificar a iniciativa. 

Segundo Riosa, o principal foco do aplicativo são estudantes do país, mas nada impede que outras pessoas o utilizem. Após deixar o cargo, ela criou o projeto Teachers  Righting  History, que ensina em escolas do país a importância das mulheres na história americana. 

Todas as notas em circulação no país (de 1, 2,  5, 10, 20, 50 e 100 dólares) têm um rosto de um homem. São cinco ex-presidentes e dois “founding fathers” (nome usado para identificar o grupo que liderou a independência americana).   

Em 2015, quando estava no cargo, Riosa comandou uma campanha para incluir a imagem de uma mulher em uma das notas, substituindo um dos homens.

Mais de 600 mil pessoas participaram de uma enquete online que escolheu a ex-escrava e líder abolicionista Harriet Tubman com mais de 118 mil votos, cerca de 7.000 mais do que a segunda colocada,  Eleanor Rossevelt.

A lista incluía as mesmas cem mulheres que estão disponíveis no aplicativo. 

A ideia é que o rosto de Tubman fosse estampado nas notas de US$ 20, que atualmente mostram o ex-presidente Andrew Jackson. Desde que assumiu, porém, Donald Trump não comentou se pretende manter a iniciativa. 

(0)